PIBID Biologia(2011-2013)

Área: Biologia

Subprojeto da Licenciatura em Biologia
Coordenador de Área do Subprojeto: Natália Pirani Ghilardi Lopes                 
Supervisores:

  • Professora Patrícia Pereira Vieira
  • Professora Regina Célia da Silva Pinto de Souza
Bolsistas:

  • Adriana dos Santos Miranda
  • Aline Iglesias Nicoletti
  • Amanda Porto do Nascimento
  • Carolina Maria Boccuzzi Santana
  • Erik Flávio Vinturi
  • Raíssa Auxiliadora Correa da Silva
  • Rodrigo de Oliveira Vecchi
Plano de trabalhoA Alfabetização Científica tem sido objeto de interesse de pesquisadores e professores das mais diversas nacionalidades, subsidiando discussões sobre os currículos das áreas de ciências naturais. Nessa direção, desenvolver as habilidades que permitam ao cidadão maior familiaridade com as inovações científicas e tecnológicas presentes em seu cotidiano tem sido uma das preocupações do ensino de ciências sob este enfoque. Em consonância a essas preocupações, a UNESCO (2005) apresenta como relevante o envolvimento social na formação científica e tecnológica do cidadão:

(…) o ensino de Ciências é fundamental para a população não só ter a capacidade de desfrutar dos conhecimentos científicos e tecnológicos, mas para despertar vocações, a fim de criar estes conhecimentos. O ensino de Ciências é fundamental para a plena realização do ser humano e a sua integração social. Continuar aceitando que grande parte da população não receba formação científica de qualidade agravará as desigualdades do país e significará seu atraso no mundo globalizado. (UNESCO, 2005, p. 2).

O desenvolvimento acelerado da tecnologia no que se refere especialmente às ciências da vida impõe conhecimentos ao cidadão que o subsidiem na tomada de decisões em seu cotidiano. A incorporação, discussão e aplicação desses novos conhecimentos nos currículos escolares faz parte de um programa de promoção da alfabetização científica que implica em que os jovens estudantes dos níveis fundamental e médio compreendam, além dos conceitos e procedimentos científicos, o papel da biologia na sociedade. Os propósitos almejados pelos documentos oficiais nacionais, como a LDB e os PCNs, para o ensino de ciências e biologia, são condizentes com os pressupostos da Alfabetização Científica na medida em que propõem a integração entre diferentes áreas disciplinares, a contextualização do conhecimento e o desenvolvimento de saberes e habilidades pelo indivíduo que atua para além dos contextos escolares.

Não obstante, é notória a dificuldade em se concretizar nas salas de aula de ciências de biologia os objetivos almejados pela Alfabetização Científica (seja pelos resultados em avaliações como o SARESP e o PISA, seja pela lacuna de materiais didáticos diversificados, seja pelas experiências em cursos de formação inicial e continuada de professores). Nessa perspectiva, e por meio de trabalho colaborativo entre os atores participantes da universidade e da escola, se inserem os objetivos do presente projeto, a saber: (i) discussões sobre as práticas escolares presentes nos currículos de ciências e biologia numa perspectiva da Alfabetização Científica e Tecnológica; (ii) reformulação dessas práticas sob uma perspectiva criativa, investigativa e interdisciplinar, a partir da articulação entre a formação inicial e a formação continuada.

De acordo com os Eixos Estruturantes da Alfabetização Científica, propostos por Sasseron (2008), a saber: (1) compreensão básica de termos, conhecimentos e conceitos científicos fundamentais; (2) compreensão da natureza da ciência e dos fatores éticos e políticos que circundam sua prática e (3) entendimento das relações existentes entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente, será proposta aos bolsistas do PIBID uma investigação sobre:

  • a presença de temas que envolvam possíveis relações entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente (como biotecnologia, clonagem, transgênicos, mudanças climáticas, saúde e medicina) nos currículos propostos oficialmente e nos currículos praticados nas salas de aula de ciências do Ensino Fundamental e de biologia do Ensino Médio;
  • a forma e a metodologia usadas pelos professores para desenvolverem esses temas;
  • as relações estabelecidas pelos alunos entre os conceitos e linguagens científicos e as problemáticas ambientais e sociais mais amplas.

Os bolsistas deverão propor atividades, articulados com os professores supervisores, que promovam o exercício da linguagem e da argumentação científica, como uma dos aspectos envolvidos na Alfabetização Científica. Essas atividades também devem apresentar um caráter investigativo que traduza os procedimentos e características da prática científica que envolve temas biológicos. Para que possa propor atividades contextualizadas ao projeto político pedagógico da escola, o bolsista deverá participar das reuniões de planejamento, pedagógicas e dos conselhos escolares. Da mesma forma, o professor supervisor da escola, deverá participar das reuniões do PIBID na universidade, bem como dos colóquios e seminários que são propostos pela área na UFABC e em outras instituições.

%d blogueiros gostam disto: